7 Manutenções Que Você Mesmo Pode Fazer na Sua Moto

Olá, leitores do Blog da Multimarcas BH!

Não existem desculpas para ter uma motocicleta descuidada e apresentando pequenos problemas. O proprietário pode realizar uma série de manutenções simples e rápidas que irão manter a moto em ótimas condições e principalmente com menor risco de acidentes.

E o interessante é que algumas manutenções não precisam ser feitas com uma regularidade alta. De tempos em tempos o motoqueiro pode fazer uma checagem e deixar tudo em ordem.

Então vamos ver algumas manutenções simples e que podem ser feitas pelo próprio proprietário.

7 Manutenções Que Você Mesmo Pode Fazer na Sua Moto

Calibragem Dos Pneus

Começando pela manutenção mais simples, mas que deve ser feita semanalmente, a calibragem dos pneus é importante para quem pilota diariamente com sua moto da mesma forma que para quem pilota apenas nos finais de semana.

Nos dois casos os pneus podem perder pressão (ou simplesmente esvaziar). Para saber como fazer a calibragem e qual o período ideal basta consultar o manual do fabricante. É interessante saber estas informações, inclusive para saber se você não está pilotando sua moto acima do peso suportado.

Lubrificação da Corrente

A lubrificação da corrente é outra manutenção muito simples, barata e que o motoqueiro mesmo pode realizar tranquilamente.

Basta comprar o óleo lubrificante de corrente para sua moto e seguir a recomendação de uso. Muitos lubrificantes são encontrados no formato spray, facilitando inclusive a aplicação, não justificando a falta de cuidados.

A corrente talvez seja o item que mais sofra pelas ações do tempo como sujeiras, poeira e também com a água (de chuvas e poças). Confira as recomendações do fabricante e verifique sempre para não ter um prejuízo simples de ser evitado.

Checagem da Bateria

A manutenção na bateria de sua moto trata-se basicamente de realizar a checagem no nível de água, sendo que alguns modelos de bateria são transparentes e é possível visualizar o nível (mínimo e máximo) facilmente, sem precisar manusear a bateria.

Se o nível de água estiver abaixo do recomendado basta completar, mas lembrando de que a água deve ser destilada, encontrada em farmácias e postos de gasolina.

Caso precise mexer ou abrir sua bateria para verificar, não será complicado, sendo necessário seguir apenas alguns cuidados, conforme abaixo.

  • Desligue os cabos da bateria soltando primeiro o polo negativo.
  • Prossiga até que seja possível visualizar a água interna.
  • Em caso de sujeiras aproveite para limpar.
  • No momento de reconectar os cabos da bateria conecte primeiro o polo positivo.

Troca de Filtro de Ar

Cada motocicleta utiliza um estilo de filtro de ar, mas depois de verificar qual o modelo de sua moto é simples fazer a manutenção, limpeza ou troca.

O principal é seguir as especificações do manual do proprietário incluindo as dicas para realizar a manutenção com tranquilidade e segurança.

Troca de Óleo

No manual do proprietário encontrará as recomendações e a quantidade de óleo adequada para sua moto obter o melhor desempenho.

Quem já efetuou e acompanhou a troca de óleo num posto de combustível sabe como esta manutenção é realmente rápida e não existem segredos para o próprio motociclista realizar.

Se for do tipo de pessoa atenta e que presta atenção, com o tempo você mesmo irá perceber quando o desempenho está caindo e a troca de óleo deve ser feita.

Vela de Ignição

Diferente do que muitos condutores pensam, a vela não serve apenas para dar partida. Ela também pode influenciar, por exemplo, no consumo da moto, sendo inclusive um dos itens fundamentais para economia de combustível.

Para saber se é preciso efetuar a troca da sua vela de ignição acompanhe e verifique a folga. No manual encontrará o tempo e a quilometragem em que deve fazer esta verificação.

O procedimento de manutenção de uma vela é simples, mas no momento de trocar tenha cuidado no ajuste, pois se não ficar bem encaixada pode gerar o problema do alto consumo de combustível.

Ajustes Nos Freios

Esta dica de ajustes nos freios não é bem uma manutenção, mas temos sempre que frisar: segurança em primeiro lugar.

Crie o hábito de verificar regularmente o seu sistema de freios conferindo o desgaste das pastilhas e como está a “pegada” ou atrito no momento das freadas.

No caso de sua moto utilizar sistema de freio a tambor, é preciso ficar atento ao desgaste das sapatas e também ao nível da folga, que não pode ser alta.

Aproveite que está checando o sistema de freios e confira também o estado dos cabos. Se estiverem apresentando um grande desgaste procure uma oficina concessionária para realizar a troca. O mesmo vale para os cabos do acelerador.

E você, por acaso faz checagens ou manutenções em sua moto regularmente? Se tiver alguma dica, por favor, deixe um comentário e compartilhe com outros motoqueiros a sua experiência.

5/5 - (1 reviews)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.